Esporte gratuito para todos

30/09/2009 by

A cidade de São Paulo conta com diversos clubes e complexos esportivos que oferecem à população modalidades variadas e gratuitas.

O Pacaembu, criado há quase 70 anos, é uma opção bastante requisitada por todas as faixas etárias e pelos moradores de todas as regiões da capital.

O complexo dispõe de quadras de futsal, ginásio poliesportivo, piscina olímpica e sala de musculação, entre outros. 

Os garotos Caíque, Michel, Felipe e Renam fazem aula de futsal e treinam para disputar campeonatos.

A modalidade masculina ou feminina, abre espaço para jovens entre 7 e 12 anos ou 13 a 17.

Já o professor Alexandre, que além de futsal, dá aulas de tênis e natação há dois anos e meio no Pacaembu, revela que a terceira idade têm marcado presença, especialmente na água.

O espanhol Ildefonso Luís Ramon, um senhor de 77 anos, mais conhecido como Fon, é o vovô da galera.

“Muita caminhada, muita corrida e bastante natação,” revela ele, que mora nos Jardins e vai a pé ao local todos os dias.

O fotógrafo Eduardo Vianna, de 33 anos, conta que nada no clube há um ano e meio e aproveita os finais de semana para pegar um bronze na piscina.

Para se tornar sócio, é necessário ter mais que 7 anos, xérox do RG e comprovante de residência em nome do responsável, além de uma foto 2×2.

O telefone para contato é 3664-4653.

Assalto na Paulista

25/06/2009 by

Pelas calçadas da Avenida Paulista trasitam executivos engravatados, estudantes, tursitas, homens, mulheres, famílias…e muita, mas muita gente falando ao celular. Por isso, cuidado! Aposto que você conhece alguém que já tenha sido assaltado na Paulista, uma das regiões mais ricas do país. Por exemplo, nossa companheira de Paulistando, Julia Corradi. Ela não chegou a ter o parelho roubado, mas chegou a ser ameaçada. Mesmo com o policiamento, as câmeras de segurança não deixaram de registrar um assalto na altura da Alameda Ministro Rocha Azevedo. Já que não há a devida  segurança, o jeito é não dar bobeira. Clique aqui e veja o vídeo publicado numa matéria do G1 que mostra a habilidade dos assaltantes.

Manifestações a parte

23/06/2009 by

A Avenida Paulista foi palco de manifestações na última semana. Na sexta-feira, (19) políticos do PT e representantes de centrais sindicais, como a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e da União Geral dos Trabalhadores (UGT) se uniram em frente à sede da Petrobrás, na altura de número 900. A manifestação, que durou das 10h às 16h teve como objetivo protestar contra a CPI da Petrobrás, criada, mas ainda não instalada no Senado para investigar irregularidades na estatal e na Agência Nacional do Petróleo.

 Com o lema “O Petróleo tem que ser nosso!”, os manifestantes têm como objetivo pressionar o governo federal para que ocorram mudanças nos artigos da Lei do Petróleo. Além disso, clamam que a Petrobrás volte ao controle total do Estado e que haja revogação do artigo da lei que marca o fim do monopólio estatal sobre a produção e o direito de refinaria de petróleo.   

foto gu

Créditos: Agência Estado

 Na Avenida, dois carros de som eram usados como material de apoio dos manifestantes, embora sem causar transtorno ao tráfego. Cinco balões de ar com símbolos da CUT e Sindicato dos Trabalhadores Energéticos do Estado de São Paulo (Sinergia) haviam sido colocados al lado do prédio da Petrobrás.

O principal alvo dos manifestantes foi a CPI do Senado que vai investigar irregularidades na estatal. “A CPI é um instrumento político para prejudicar a Petrobras e criar problemas para a empresa”, afirmou Antonio Carlos Spis, integrante da executiva nacional da CUT.

Fonte: Folha Online 19 de junho de 2009

Colorindo a Paulista

14/06/2009 by

Hoje a avenida Paulista foi o ponto de partida da 13a Parada do Orgulho Gay. A organização esperava 3,5 milhões de pessoas (os números finais ainda não foram divulgados). É muita gente, o que credencia a Parada paulistana como a maior do gênero no mundo. Além disso, é o segundo evento mais importante para o turismo de SP, perdendo apenas para a Fórmula 1. Isso quer dizer muitos turistas, hotéis e restaurantes lotados, um monte de eventos paralelos e, claro, bastante dinheiro circulando.

Moro perto da Paulista e da minha casa dava para ouvir a batida da música eletrônica dos trios elétricos. Fui, junto com a minha mãe, dar uma espiadinha no evento. Tiramos algumas fotos.

Desde 2005, quando me mudei para cá, vou ver a Parada. É sempre bacana, gente alegre, colorida, muita música e alegria. Neste ano, foram registradas mais brigas do que nos anos anteriores. É uma pena que aconteça esse tipo de coisa, que não combina com o espírito da festa.

Abaixo, algumas fotos tiradas por mim e pela minha mãe. No Flickr do Paulistando, tem diversas outras. Vale a pena dar uma olhada.

Parada Gay 2009

Drag queen

Mulher Uva

Esporteando…

08/06/2009 by
Campeonato de futebol amador mirim no Clube Pinheiros

Campeonato de futebol amador mirim no Clube Pinheiros

Só no Pinheiros mesmo… gracinha tamanho PP!

Por um mundo mais colorido

08/06/2009 by
As cores do arco-íris que irão vestir a Avenida Paulista

As cores do arco-íris que irão vestir a Avenida Paulista

As cores do ARCO-ÍRIS irão invadir novamente a avenida Paulista: no dia 14 de junho, próximo domingo, acontece a 13° Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). O tema deste ano é “Sem Homofobia, Mais Cidadania – Pela isonomia dos direitos” em apoio à luta pela aprovação do projeto de lei que tornará crime a homofobia.

O percurso da parada terá início no Masp, às 12h, e os participantes serão conduzidos por diversos trios elétricos até a praça Roosevelt. Segundo a  APOGLBT , – Associação da Parada e do Orgulho de Gays Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transsexuais – organizadora do evento, são esperadas 3,5 milhões de pessoas.

Além da passeata, até o dia 19 de junho, serão realizadas palestras, feira cultural e diversos seminários. No Conjunto Nacional, nos dias 8, 9 e 10, 1 milhão de preservativos serão distribuidos e testes rápidos de HIV serão feitos gratuitamente. O atendimento estará aberto ao público das 10h às 19h.

Programação da Parada

Resultados da enquete de maio

03/06/2009 by

no escurinho do cinemaEm São Paulo, existem muitas opções de atividades culturais. Além de eventos grandes e pontuais, como a Virada Cultural, temos shows, concertos, teatro, cinema, apresentações de dança… o ano todo. E mais um monte de bibliotecas públicas, livrarias, museus e por aí vai. Só fica em casa quem quer!

Na enquete de abril, queríamos saber qual era a atividade cutural preferida dos nossos leitores. Tivemos 44 votos. Os resultados foram os seguintes:

– a maioria – 30% – 13 votos – prefere um cineminha (será que é com pipoca?);

– quase o mesmo número de pessoas – 27% – 12 votos – gosta mesmo é de shows e concertos;

– bibliotecas e livrarias são a atividade preferida de 16% – 7 votos – dos nossos leitores;

– 14% – 6 votos – gosta de freqüentar museus e exposições;

– 1 voto – 2% – foi para “outro”, mas a pessoa estava tímida e não quis dizer do que se tratava…;

– ninguém (ui!) votou em apresentações de dança, mas isso não quer dizer que as pessoas não gostem disso; só não é a atividade preferida delas, certo?

02/06/2009 by
No ar na Buenos Aires

No ar na Buenos Aires

Amor paulistano

30/05/2009 by
Voltando do cinema com meu namorado, demos de cara com um casal de noivos, de limosine e tudo, tirando fotos na PaulistaxPamplona.

Voltando do cinema com meu namorado, demos de cara com um casal de noivos, de limosine e tudo, tirando fotos na PaulistaxPamplona.

(foto André Cassiano)

Reciclagem de aparelhos eletrônicos

28/05/2009 by

Já me perguntaram várias vezes onde jogar pilhas, celulares, monitores pifados de computador etc. Sempre fico meio na dúvida. As pilhas eu jogo num lixinho especial no meu trabalho e fico torcendo para que eles realmente descartem da maneira correta, os celulares eu dou para meu sobrinho brincar ou, se ainda estiverem ok, dôo para alguém.

eletrônicos

A boa notícia é que a USP deve inaugurar em agosto um centro público de reciclagem de lixo eletrônico, no campus da universidade. Os aparelhos descartados serão triados. Se puderem ser reaproveitados, vão para ONGs e projetos sociais. O resto vai para a reciclagem. O legal é que algumas coisas podem ser desmontadas para que se tire proveito dos metais e outras cositas que formam esses troços eletrônicos (sorry pela vulgaridade, mas meus conhecimentos em eletrônica se resumem a saber usar mais ou menos meus controles remotos, aumentar o volume do iPod e colocar a bateria quase sempre do lado certo dentro da máquina fotográfica).

No mesmo link, tem alguns endereços de lugares na cidade que já recebem esse tipo de lixo (e também aparelhos em bom estado que não usamos mais, claro).

Reciclar não é frescura, é apenas uma questão de tomada de consciência. E se ajudar outras pessoas, então, melhor ainda.