Afinal, para que visão se é fechando os olhos que sentimos?

by

img_16461Para falar a verdade, não entendo muito de música. O pouco que sei, um querido tio me ensinou, mas infelizmente o tempo, a vida, não nos foram suficientes. Tenho até hoje as partituras que ele me deu.  Meu tio avô Sebastião me ensinou a gostar de música clássica, e é claro, os anos de balé clássico contribuíram, e muito. Algumas composições e óperas nas vozes Pavarotti, Plácido Domingos e até mesmo Bocelli já tinham lugar garantido na track list do meu Mp3.

É difícil explicar como e por quê uma música te faz chorar, arrepiar de emoção. Foi justamente por isso que resolvi ficar em São Paulo neste feriado, não podia perder o show de Andrea Bocelli.

Adoro esta São Paulo de shows gratuitos, que fornece a todos a oportunidade de estar diante de algo, em minha opinião, tão especial.  Por outro lado, confesso também que shows gratuitos e  aquela multidão toda não são lá as coisas que mais amo na vida, mas, a vontade de poder ouvir e sentir aquela voz ao vivo era maior que tudo, mais até do que a dúvida que me surgiu quando vi aquele céu nublado.

E entre as 25 mil pessoas, tietes da Ivete (cuja gravidez de quatro meses foi assumida), fãs de Toquinho, crianças chorando e jogando game boy totalmente alheias ao espetáculo, estava eu lá, no meio da multidão, ansiosa por Con te Partiro. Liguei até mesmo para minha avó para que ela pudesse escutá-lo. Mesmo sendo uma grande fã de ópera, não arredou o pé de sua casa em Mogi Mirim para ver o tenor.

Valeram as duas baldeações de metrô, o trânsito e o táxi com bandeira 2 até o Parque da Independência. Valeu também enfrentar toda aquela aglomeração em busca de um espaço, de onde pude acompanhar a apresentação pelo telão instalado à esquerda do palco. Só não valeu o helicóptero que sobrevoava o parque fazer tanto barulho, a ponto de impedir que o som pudesse ser ouvido por quem estava muito longe do palco, aliás, poderia ter havido mais caixas de som ao longo da platéia.

 

Até a próxima…Virada Cultural está chegando…

 
  

Tags: , , , ,

Uma resposta to “Afinal, para que visão se é fechando os olhos que sentimos?”

  1. Daniela Says:

    Não sabia de ninguém que tinha ido neste show! Interessante!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: