Virada Cultural: Show Geraldo Azevedo

by

Ás sete horas da noite do dia 2 de maio resolvemos: Vamos na Virada Cultural!  Eu queria ver o Balé da Cidade, que se apresentou no Vale do Anhagabaú e arrastei meu namorado e minha irmã foram comigo. O discurso foi perfeito “é cobertura para o blog, mas vai ser divertido”. O jornalismo não me deixa nem nas horas de lazer.

Perdemos o Balé…só vi de longe algumas bailarinas de branco saltando no ar acompanhando o ritmo de uma música que não se fazia escutar. Fomos para o show do Geraldo  Azevedo na avenida São João, onde iríamos encontrar um casal de amigos.

Quinze minutos antes do show conseguimos nos espremer, razoavelmente perto do palco, entre uma multidão e as árvores na calçada. Geraldo começou pontualmente às 21h sua apresentação e animou o público com algumas de suas canções: Disparada, Dia Branco, Bicho de 7 cabeças, O princípio do prazer, Sabiá, Dona da minha Cabeça e Moça Bonita.

O público, em coro, cantava junto com o músico pernambucano, que dedicou Moça Bonita para as mulheres presentes. “Eu vou cantar para as mulheres, por que pelos homens eu não me inspiro de jeito nenhum”, disse  muito simpático Geraldo.

Espremida e agarrada no meu namorado, pude ver, escondida em seu abraço, uma moça de olhos azuis chorando quando o flautista anunciou a   música Bicho de 7  Cabeças. Além da maravilhosa interpretação, neste momento, erguidos por um guindaste, malabaristas dançavam no ar conforme a melodia.

O primeiro andar do prédio ao lado do palco parecia um camarote, onde dançavam duas crianças e uma mulher com um bebê no colo; um homem escala a grade da loja para fotografar o músico, enquanto uma moça, de vinte e poucos anos, sobe na árvore e se agarra nos galhos, em busca da melhor vista do palco. E todos cantam e dançam, por que é impossível não se permitir contagiar.

Após 1 hora de apresentação, a música de encerramento, Taxi Lunar, deixou um gostinho de quero mais, e até mesmo o cantor gostaria de ter atendido o pedido de bis: “Já estão me avisando que é pra encerrar o show…”

O final da melhor parte da minha Virada foi pegar, à beira mar, um táxi pra estação lunar…

Táxi Lunar – Geraldo Azevedo

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: