Virada cultural, outra visão

by

Virada Cultural… grandes eventos, algumas expectativas.

Choro das três, Marcelo Camelo, Novos Baianos, Maria Rita e ainda um pouco de samba! Foram os eventos que eu pude ver na virada cultural. Os shows renderam muito entusiasmo dos artistas, que buscavam, a meu ver, entreter o público, que estava um pouco atordoado devido à multidão e ao cheiro extremamente desagradável de lixo e excremento nos chãos das ruas da capital. A qualidade dos eventos deixou a desejar, em relação ao ano passado. Mas sabe-se que o investimento no grande projeto cultural foi menos dispendioso, dessa vez.

Eu, tentando dar uma de réporter...

Eu, tentando dar uma de réporter...

Vamos à música:

Três irmãs: Cori, 21 anos, Lia, 18 e Elisa, 13. Tocam grandes clássicos do chorinho, acompanhadas do pai, Eduardo. As meninas, que tocam desde pequenas – Elisa começou aos 8 – sabem fazer funcionar vários instrumentos e mandam bem em qualquer improviso. Colada nos repórteres da ESPN Brasil, eu tentei entrevistar o grupo musical. O pai do trio revelou que sempre houve preocupação entre a família para que as filhas escutassem de tudo, “não apenas a música que tocava na televisão”. Plano que deu certo – o grupo faturou o prêmio APCA 2008 (Associação Paulista de Críticos de Artes), na categoria Música Popular, e subcategoria Grupo.

O show valeu, e a entrevista mais ainda! Para saber mais sobre as meninas, confira no próprio site do Choro das Três!

Um pedacinho de Camelo sob a vista de uma fã esmagada na multidão

Um pedacinho de Camelo sob a vista de uma fã esmagada na multidão

Marcelo Camelo embalou a noite dos enamorados e das fãs enlouquecidas. Além disso, os velhos admiradores de Los Hermanos marcaram presença para conferir o show que mostrou a um grande público as músicas do “recente” CD do artista. A namorada do cantor, Mallu Magalhães, que tem parceria com o artista na música Janta, estava lá no cantinho do palco e recebeu “carinho” de Camelo ao final do show – o que rendeu comentários de todos os tipos, como sabemos, claro!

Os novos baianos continuam elétricos! Baby do Brasil e seu cabelo rosa choque animaram o público variado que lotava a Avenida São João, palco dos principais shows. Infelizmente, Moraes Moreira não estava lá. E finalmente a nova condecorada “musa” da música popular brasileira, Maria Rita, fechou o ciclo de 24 horas de cultura.  E a virada se encerrou ao som de “Santa Chuva”, embalada com as vozes do público que se despedia de mais um grande evento da GRANDE São Paulo.

Tags: , , , ,

Uma resposta to “Virada cultural, outra visão”

  1. Elita Says:

    Bloquinho e caneta na mão, matéria postada… já é repórter.
    Viva a virada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: